segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Bloodline - 1994


Correção: Esse post foi todo feito pelo Gravetos & Berlotas, texto, imagem e link, postado no mesmo blog, e posteriormente postado no Lágrima Psicodélica, depois postei aqui no Toissoblog....pra variar.

Vai ae então um grande abraço para o mano Graveto.

Essa é uma preciosidade para quem, como eu, admira o trabalho de Joe Bonamassa. Para quem ainda não o conhece, vale a pena saber um pouco da história do cara, pois é muito interessante: Joe começou a tocar muito cedo pois seu pai era revendedor de guitarras e, segundo o próprio, "guitarras eram como cadeiras e mesas, tinham várias por toda a casa"- que sorte do moleque!!!!. Aos 12 anos, B.B. King foi apresentar-se em sua cidade e, como a prodigiosidade de Joe já era muito conhecida, foi convocado pelos organizadores a abrir o show do mestre. De seu camarim, B.B. King ouviu o som que vinha do palco e decidiu conferir quem estava tocando, tendo a grata surpresa de ver um moleque menor que seu próprio instrumento 'estraçalhando' no blues. Naquela noite ainda fizeram uma jam ao final do set do 'rei'. Após um batismo de fogo como este, sua carreira não parou mais. Em 1993, aos 13 ANOS!!!!, Smokin' Joe foi procurado por Barry Oakley Jr (baixo, filho do lendário baixista do The Allman Bros.) para formar uma banda com Waylon Krieger (vocal, filho de Robbie Krieger-The Doors) e Erin Davis (bateria, filho de Miles Davis) à qual, muito a propósito, deram o nome de BLOODLINE (algo como 'linhagem sanguínea'). E é justamente este único cd, lançado em 94, que disponibilizo aqui. É impressionante o que este bando de adolescentes talentosos conseguiu fazer. O disco é hard rock, com todos os dedos dos pés fincados no blues, extremamente bem executado e com composições e arranjos de gente grande. Pena ter durado tão pouco, deixando um tremendo gosto de que muito sangue ainda podia correr por aquelas nobres veias. Mas, aí, começa uma outra história.Ah 1...e ainda por cima um dos produtores, embora não creditado, se chama WARREN HAYNES (The Allman Bros, Gov't Mule), simplesmente um dos melhores slide guitars da atualidade.Ah 2...ele também dá umas canjas no disco.

2 comentários:

GRAVETOS & BERLOTAS disse...

Falaê, Toissoblog!
Cara, tá show de bola sua proposta mas...só uma correção: esse post do Bloodline é meu. Foi postado (texto, imagem e link)no Gravetos & Berlotas e posteriormente joguei lá no Lágrima Psicodélica também.
No mais, um []ão.

Toissoblog disse...

Falae Graveto,

Obrigado pela paciência e pela coerência. Sabe que todos nós aqui estamos pelo mesmo propósito...ouvir boa música. Então está feita a correção e botei lá seus créditos....

[]'s pra vc tbm...

tudibãoprossê.